“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.

Paulo Freire

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Monteiro - Tardezinha...



Aqui eu quero cantar
Uns versos trago de cá
Monteiro na Paraíba
És essa terra querida
Poeta, sei que não sou
Mas quero palavrear
As coisas do meu nordeste
Beleza igual não há.

Mostro o sol do nordeste
Queimando nosso sertão
Se pondo de tardezinha
Chegando já o verão.

Vermelho, quente, ardente
Na pele do sertanejo
Pela caatinga afora
Mistura de cores eu vejo.

Quanto poder o nordeste
Emana do coração
Sou nordestina – exclamo,
Sou terra, água e chão.

Esse é o sol de Monteiro
Tão quente quanto paixão
Bendita a terra querida
Divina, tem proteção.
(MDSNM. Outubro, 2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário