“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.

Paulo Freire

quinta-feira, 10 de março de 2011

VERIFICAÇÃO DA APRENDIZAGEM - ORAÇÕES COORDENADAS

  1. Texto e interpretação

UMA DAS MARIAS

Um dia, Maria chegou em casa da escola, muito triste.
— O que foi? — perguntou a mãe de Maria.
Mas Maria nem quis conversa. Foi direto para o seu quarto, pegou o seu Snoopy  e se atirou na cama, onde ficou deitada, emburrada.
A mãe de Maria foi ver se Maria estava com febre. Não estava. Perguntou se estava sentindo alguma coisa. Não estava. Perguntou se estava com fome. Não estava. Perguntou o que era, então.
— Nada — disse Maria.
A mãe resolveu não insistir. Deixou  Maria deitada na cama, abraçada com o seu Snoopy, emburrada. Quando o pai de Maria chegou em casa do trabalho a mãe de Maria avisou:
— Melhor nem falar com ela...
Maria estava com cara de poucos amigos. Pior. Estava com cara de amigo nenhum. Na mesa do jantar, Maria de repente falou:
— Eu não valo nada.
O pai de Maria disse:
— Em  primeiro lugar, não se diz “eu não valo nada”.  É “eu não valho nada”. Em segundo lugar, não é verdade.Você valhe muito. Quer dizer, vale muito.
— Não valho.
— Mas o que é isso? — disse a mãe de Maria.  — Você é a nossa querida. Todos gostam de você. A mamãe, o papai, a vovó, os tios, as tias. Para nós, você é uma preciosidade.
Mas Maria não se convenceu. Disse que era igual a mil outras pessoas. A milhões de outras pessoas.
— Só na minha aula tem sete Marias!
— Querida... — começou a dizer a mãe. Mas o pai interrompeu.
— Maria  —  disse o pai — você sabe por que um diamante vale tanto dinheiro?
— Porque é raro. Um pedaço de vidro também é bonito. Mas o vidro se encontra em toda parte. Um diamante é difícil de encontrar. Quanto mais rara é uma coisa mais ela vale.  Você sabe por que o ouro vale tanto?
— Por quê?
— Porque tem pouquíssimo ouro no mundo. Se o ouro fosse como areia, a gente ia caminhar no ouro, ia rolar no ouro, depois ia chegar em casa e lavar o ouro do corpo para não ficar suja. Agora, imagina se em todo o mundo só existisse uma pepita de ouro.
— Ia ser a coisa mais valiosa do mundo.
— Pois é. E em todo o mundo só existe uma Maria.
— Só na minha aula são sete.
— Mas são outras Marias.
— São iguais a mim. Dois olhos, um nariz...
—Mas esta pintinha aqui nenhuma delas tem.
— É...
— Você já se deu conta que em todo mundo só existe uma você?
— Mas pai...
— Só uma. Você é uma raridade. Podem existir outras parecidas. Mas você, você mesmo, só existe uma. Se algum dia aparecer outra você na sua frente, você pode dizer: é falsa.
— Então eu sou a coisa mais valiosa do mundo.
— Olha, você deve estar valendo aí uns três trilhões...
Naquela noite a mãe de Maria passou perto do quarto dela e ouviu Maria falando com o Snoopy:
— Sabe um diamante?
                                        Luís Fernando Veríssimo,  Folha de S. Paulo,  Folhinha


a)       Segundo o texto, Maria chegou triste da escola. Que motivo teria levado Maria a ficar tão triste?
....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
b)       Ao chegar em casa, a mãe de Maria tentou ajudá-la em vão, e informou ao pai da menina. Mesmo assim, ele insistiu e procurou ajudá-la de que forma?
....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
c)       Quais as duas palavras utilizadas pelo pai de Maria para tentar convencê-la de que era muito especial?
....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
d)       O texto Uma das Marias é uma narrativa dialogada. Que elementos são utilizados para mostrar tal afirmação?
....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
e)       Qual o foco narrativo do texto?
...................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

  1. GRAMÁTICA

a)              Informe quantos períodos e quantas orações há em “Maria nem quis conversa. Foi direto para o seu quarto, pegou o seu Snoopy  e se atirou na cama, onde ficou deitada, emburrada.”
....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................
b)              Qual a conjunção coordenativa aditiva presente no 2º período do fragmento da alternativa anterior?
..................................................................................................................................................................

  1. Leia:
(...)
Mas o doutor nem examina 
Chamando o pai do lado 
Lhe diz logo em surdina 
Que o mal é da idade 
E que pra tal menina 
Não há um só remédio 
Em toda medicina 

Ela só quer 
Ela só pensa em namorar
(...)

a) Qual a oração coordenada sindética adversativa presente na primeira estrofe do texto?
....................................................................................................................................................
b) Transcreva uma oração coordenada sindética explicativa:
....................................................................................................................................................

  1. Transforme as frases a seguir no discurso indireto. Muita atenção em relação às formas verbais e SE necessário faça algumas adaptações.
a)              O professor disse aos seus alunos:
- Leiam o texto sobre a mitologia grega.
....................................................................................................................................................
....................................................................................................................................................
b)              O trocador esfregou as mãos no rosto, em gesto de enfado e murmurou:
- Estes caras são de morte.
....................................................................................................................................................
....................................................................................................................................................

c)               O gerente do banco arrisca um ato de corajosa ousadia e grita:
- Seu assaltante, essa nossa funcionaria está de quatro meses.
....................................................................................................................................................
....................................................................................................................................................

  1. Complete as palavras do texto com G ou J:

Certa vez, Carlinhos deu um  ....eito para fazer seu pai gostar de andar de  .....ipe porque seu tio  ....ino era um homem muito  .....entil que toda criança gostava.   Num belo ....esto, convidou-os para um  .....iro ao redor da cidade. Carlinhos foi muito  inteli.....ente para convencer seu pai - se fez de  an.....inho e encheu-o de muitos  bei....inhos, prometendo que não mexeria na  .....eléia de graviola, que sua mãe havia colocado na geladeira.
     
A ansiedade pelo passeio foi tão grande, que não percebeu que havia saído de casa em  .....ejum - mas não ligou - comeria algumas sementes de  .....irassóis, que seu pai levara para atrair a atenção dos papagaios, que ficavam sobre as árvores da estrada.
    
Ao longo de todo  tr......jeto, o menino fazia muita  ......inástica para se manter sentado, e isso lhe fazia sentir um pouco  en......oado. Quem não estava gostando muito do passeio era seu pai, que não disfarçava, e volta e meia se queixava dizendo que aquele tipo de veículo não fazia seu  .....ênero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário