“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.

Paulo Freire

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

8º - CONCORDÂNCIA VERBAL

CONCORDÂNCIA VERBAL

REGRAS GERAIS

Sujeito simples

O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito, esteja ele anteposto ou posposto.
Os meninos comeram muitos doces no aniversário.
sujeito: 3ª pessoa   verbo: 3ª pessoa 
           do plural
                do plural

Sujeito composto

·         Quando o sujeito é composto e os núcleos são de terceira pessoa gramatical, o verbo vai para a terceira pessoa do plural.
Os homens e as mulheres reconhecem sua fraqueza.
3ª pes. plural              3ª pes. plural    3ª pes. plural

·         Quando o sujeito é composto e os núcleos são pessoas gramaticais diferentes, o verbo vai para o plural, observando-se a regra de prevalência para a pessoa.

    • A 1ª pessoa prevalece sobre as demais:
O gerente, eu e meu esposo fomos à loja de conveniência.
                                        3ª p.s.    1ª p.s.                3ª p. s.    3ª p.plural

Meus amigos, meus irmãos e nós dois ofereceremos um lanche.
     3ª pes. plural         3ª pes. plural        1ª p.pl

Tu e eu éramos amigos.
2ªp.s 1ª p.s.  1ª.p.p.

    • A segunda pessoa prevalece sobre a terceira:
O gerente e tu perdestes o emprego.
    3ª p.s          2ª p.s.    2ª p.p
                       
                        O gerente e tu perderam o emprego.
    3ª p.s          2ª p.s.    3ª p.p

REGRAS ESPECIAIS

Sujeito simplesverbo no plural

O verbo irá para o plural nos seguintes casos:
Ø       Quando o sujeito for representado por nomes próprios no plural, precedidos de artigo.

Os Estados Unidos são uma grande potência mundial na economia.

Se os nomes próprios aparecerem sempre no plural, não precedidos de artigo, o verbo permanecerá no singular.

Manaus é uma cidade cheia de encantos.

Se os nomes próprios exercerem a função de sujeito composto, o verbo, irá naturalmente para o plural, mesmo precedido de artigo.

Petrópolis e Vassouras são cidades turísticas brasileiras.

Ø       Quando o sujeito estiver representado por pronomes interrogativos ou indefinidos no plural, seguido de nós ou de vós, deve-se empregar o verbo na 3ª pessoa do plural ou concordar com nós ou vós.

Quais de vós teriam vontade de viajar?
interrogativo
Alguns de nós preferimos Recife a Fortaleza.
indefinido

Se o pronome interrogativo ou indefinido estiver no singular, o verbo ficará sempre no singular.
Jamais nenhum de nós esquecerá aquela cidade maravilhosa.
        indefinido

Qual de vós apoiará aquele adolescente?
interrogativo


  • O sujeito é um coletivo

Quando o sujeito é um coletivo, o verbo fica no singular.

A multidão aplaudiu a final do campeonato brasileiro.

Se o coletivo vier especificado, o verbo ficará no singular ou irá para o plural.

A multidão de torcedores aplaudiu (aplaudiram) a final do campeonato brasileiro.
A maior parte dos torcedores aplaudiu (aplaudiram) a final do campeonato brasileiro.
Grande parte dos torcedores aplaudiu (aplaudiram) a final do campeonato brasileiro.

  • O sujeito é um pronome de tratamento

Quando o sujeito é um pronome de tratamento, o verbo fica sempre na 3ª pessoa (singular ou plural).

            Vossa Alteza sabe onde fica o Palácio da Alvorada?
            Vossas Altezas sabem onde fica o Palácio da Alvorada?

  • O sujeito é constituído pelo pronome relativo QUE ou QUEM

Quando o sujeito é o pronome relativo QUE, o verbo concorda com o antecedente do pronome relativo.

Fui eu que falei com o prefeito daquela cidade.
Foste tu que falaste ...
Foi o ele que falou ...


Quando o sujeito é o pronome relativo QUEM, o verbo ficará na 3ª pessoa do singular.



Fui eu quem falou com o prefeito daquela cidade.
Foste tu quem falou ...
Fomos nós quem falou...

  • O sujeito é mais de um / mais de dois

Quando o sujeito é formado pelas expressões mais de um, mais de dois, o verbo concorda com o numeral correspondente.

Mais de um funcionário compareceu à reunião.
Mais de dois funcionários compareceram à reunião.

  • Os verbos dar, bater, soar indicando horas
Quando indicam as horas do dia, esses verbos concordam com o numeral.

Deu uma hora da manhã, a cidade estava deserta.
 Batiam seis horas quando a menina chorou.
Soavam doze horas quando o marido chegou.

  • Índice de Indeterminação de Sujeito - SE

Quando o verbo vier acompanhado pelo índice de indeterminação do sujeito SE, ficará OBRIGATORIAMENTE no singular.

Precisa-se de funcionários naquela loja.
Trabalha-se em ambientes impróprios.

Observe o uso do verbo intransitivo e transitivo indireto.

  • Verbo com Partícula Apassivadora – SE

Quando vier acompanhado da partícula apassivadora SE, o verbo concordará normalmente com o sujeito.

Vende-se um terreno no centro da cidade.
Vendem-se terrenos no centro da cidade.

Observe o verbo transitivo direto ligado ao pronome apassivador SE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário