“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.

Paulo Freire

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

TIPOS DE REDAÇÃO - DESCRIÇÃO

 Três são os tipos de composição escrita: a Descrição, a Narração e a Dissertação.



Descrever é traduzir com palavras aquilo que se viu e se observou. É a representação, por meio das palavras, de um objeto ou imagem.
É uma sequência de aspectos: forma, tamanho, matriz, quantidade. Equivale ao registro do que se vê em uma fotografia. Pessoas, objetos ou paisagens podem ser objeto de um desenho ou pintura de uma descrição.
Descrever não é copiar friamente, mas enriquecer a visão do que é real ou procura-se tornar real. É transmitir sensações fortes.
A descrição é estática.
O interesse de um texto descritivo reside na impressão que tal descrição provoca em nós – e nada melhor que o adjetivo – que designa o mundo das qualidades do ser – para produzir aquela impressão que brota da fonte descritiva.
O emissor capta a realidade por meio de seus sentidos e a transmite, utilizando os recursos da linguagem, tal que o receptor a identifique. A caracterização é imprescindível.

Tipos de descrição

1. Descritiva Denotativa

A descrição é denotativa quando a linguagem representativa do objeto é objetiva, clara, direta, sem metáforas ou qualquer outra figura literária.

A farinha é feita
De uma planta da família
Das euforbiáceas...”
                              
                               (Farinha - Djavan)

Há um pinheiro e extático, há grandes salso-chorões derramados para o chão, e a graça menina de uma cerejeira cor de vinho, que o sol oblíquo acende e faz fulgurar; mas o álamo junto do portão tem um vigor e uma pureza que me fazem bem pela manhã, como se toda manhã, ao abrir a janela, eu visse uma jovem imensa, muito clara, de olhos verdes, de pé, sorrindo para mim.”
 (Rubem Braga)


2. Descrição Conotativa

A descrição é conotativa quando é literária, onde as palavras são tomadas em sentido simbólico. Visam a retratar uma realidade além da realidade, isto é, uma supra-realidade.

Era doce, calma e respeitava muito aos pais. Porém, comigo, não tinha pudores: era arisca e maliciosa, mas isso não me incomodava. 

“A saudade é uma colcha velha / que cobriu um dia / numa noite fria / nosso amor em brasa / ...” (Brigitte Bardot)

Qualidades da boa descrição

Uma descrição é boa quando é viva, animando-se a paisagem com seres vivos e com a presença do homem. A descrição deve ser real e pormenorizada.





Nenhum comentário:

Postar um comentário